Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aqui, sem ti

Aqui, sem ti

Aqui, sem ti.

Hoje escrevo um texto que me vai lembrar de muitas coisas passadas.
Quando criei este blog estava aqui, sem ti. Mas passados dois dias apareceste.. ironia do destino? Pois deve ser, passei a estar contigo, mesmo que tenha sido por pouco tempo, muito pouco tempo. Esses dias em que o meu estômago era uma montanha russa, tudo em mim parecia que não parava, estava a ser comida por borboletas, completamente, para mim eras "o tal", aquele com quem eu me via a passar o resto da minha vida, aquele que eu nunca iria magoar, aquele por quem eu faria tudo. Mas enganei-me não és "o tal", nem de perto nem de longe, foste a maior merda da minha vida, ainda bem que percebi isso a tempo de me afastar completamente de ti, de ver-me livre de ti, não te preciso mais, agora preciso de outra pessoa, alguém que saiba segurar o que tu não conseguiste manter, que me faça esquecer tudo o que passei contigo, esses poucos momentos em que te tive comigo, nunca ao meu lado, mas perto. Agora distância de ti é tudo o que peço, espero nunca mais te encontrar na puta da minha vida. Não me quero cruzar contigo outra vez, não quero reviver nada contigo, não quero sequer pensar em ti, apesar de não o conseguir fazer porque "cenas à parte" fizeste parte da minha vida, e marcaste, fundo.
Só peço que nunca mais voltes.
Mantém-te longe e fico bem.
Se voltas não mereces ter ninguém, porque eu sei que tu sabes amar, mas assim não se ama ninguém.
Quero amar alguém que me ame também, para sempre.
Ainda bem que nunca leste nada do que escrevo.
Ainda bem que te conheci.
Obrigado por me fazeres ver que a vida não é um conto de fadas.
Obrigada por me teres feito o que fizeste.
O que não nos mata torna-nos mais fortes, lembra-te sempre disso.
E agora.. Só quero que te fodas e bem longe de mim, porque eu... prefiro estar aqui, sem ti. 

2 comentários

Comentar post